Imagine a cena: você é dono de um restaurante que paga um pouco mais caro para anunciar em pesquisas na web por assuntos relacionados a alimentação feitas em plataformas móveis que estejam próximas ao seu estabelecimento.

É exatamente essa a novidade que o Google planeja. “O Google vai começar a vender palavras-chave mobile”, disse Marcelo Castelo, sócio-diretor da agência de publicidade F.Biz, durante palestra na Campus Party, ontem. A Folha patrocina o evento.

O plano de vender publicidade baseada em geolocalização para smartphones, celulares e tablets vai atender, segundo Castelo, pequenos comerciantes que não tinham oportunidade de anunciar no mundo digital, “porque é caríssimo”. “Imagina o que não vai trazer de anunciante.”

À Folha Castelo disse que a novidade é interessante e que a F.Biz deve oferecê-la aos clientes como parte do pacote de campanha publicitária digital. Segundo Castelo, a mudança ocorre para valorizar a relevância da busca para o usuário.

O Google disse não comentar produtos que ainda não foram lançados.

A ferramenta em operação atualmente que utiliza geolocalização é o Google Places, mas não é voltado para anunciantes.

Disponível para Android e iPhone, quando ligado o GPS desses aparelhos, esse sistema localiza no Google Maps os serviços mais próximos do usuário. Se alguém procurar por “restaurante” ou “posto de gasolina”, esses estabelecimentos comerciais serão mostrados no mapa.

Depois do registro do IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) do Facebook na última semana, a expectativa do mercado era que a disputa por anúncio na internet iria se intensificar. Após explicitar nos documentos para a capitalização que a receita vinda da plataforma móvel é pouco significativa, o Facebook vai passar, a partir de março, a veicular publicidades em tablets e smartphones.

O site de Mark Zuckerberg conta que, dos 850 milhões de usuários, 450 milhões de usuários o acessem por celulares, tablets e smartphones. Laura Didio, da consultoria Itic, afirma que cada usuário vale US$ 4,39 para o Facebook. Segundo o “Financial Times”, o valor chega a US$ 27 no Google.

 

Publicado em: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1045955-google-planeja-anuncios-geolocalizados-para-celular.shtml

Related Posts


Olá, mundo!

Bem-vindo ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!

05.05.2017

Discutindo habilidades e pautas

Sábado gelado. Fim de semestre. Época de correria. Rouquidão. Acordar cedo. Ter até que pegar um avião. Dez horas de trabalho intenso. Nada disso detêm quem tem paixão pelo que faz. E foi essa paixão que reuniu um grupo de 20 pessoas dispostas a pensar, compartilhar experiência, rever conceitos, conhecer novas pessoas, olhar para sua […]

01.06.2014

III Jornalismo sem Fronteiras

O programa Jornalismo sem Fronteiras, que está na 3ª edição, vai permitir aos participantes passar 7 dias como enviado especial em Buenos Aires. Com tudo o que isso significa: descobrir a cidade, as fontes, as pautas e produzir matérias. Além disso, os participantes têm a oportunidade de conversar com alguns renomados jornalistas que contam um […]

16.04.2014

Comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *