Internet,Flickr,Redes sociais, Fotos

Flickr / Poolie – Segundo designer do serviço, site não estimula navegação; enquanto serviço definha, Yahoo! resiste em mudar

SÃO PAULO – Apresentado em fevereiro de 2004 e comprado pelo Yahoo! em março do ano seguinte por 35 milhões de dólares, o Flickr passa por um dos piores momentos de sua trajetória.

Até então elogiado por suas funcionalidades e por seu visual clean, o serviço para o compartilhamento de fotos tem enfrentado dificuldade para se adequar às características atuais da web. Com isso, corre o risco de se tornar engessado.

Além do mais, o site perdeu o posto de principal plataforma para o compartilhamento de imagens da web para o Facebook. Enquanto recebe cerca de 130 milhões de novas fotos a cada mês, a rede social criada por Mark Zuckerberg ganha 3 bilhões – ou 2 300% a mais.

Cansado das políticas restritivas do Yahoo! em relação às mudanças no site, Timoti West, uma designer da equipe do Flickr, resolveu desabafar em seu blog. 

Em post chamado “A página mais importante no Flickr”, Timoti critica a falta de uma timeline para exibir novas fotos publicadas pelos contatos de um usuário.

“A página falha em um nível fundamental que deveria mostrar ao usuário o que foi publicado enquanto ele estava fora. O design atual, infelizmente, incentiva cliques aleatórios, em vez de estimular a navegação”, escreveu ela.

Entre outras falhas apontadas por Timoti estão a falta de uma ordem cronológica entre os álbuns, a falta de opções para configurar o tamanho das miniaturas, e a necessidade de ter que visitar o perfil de um usuário para acompanhar suas atualizações.

Uma das melhorias sugeridas por ela seria uma simples mensagem anunciando quantas fotos foram publicadas pelos contatos do usuário desde o seu último login.

Por outro lado, ao mesmo tempo que resiste em inovar, o Flickr enfrenta o surgimento de novos concorrentes, como o 500px e o Mlkshk , mais sintonizados com as tendências da web.

Vale lembrar que a falta de inovação do Yahoo! já foi motivo de queda de outros serviços adquiridos pela empresa, como o Delicious, vendido aos criadores do YouTube no mês passado. Seria esse o destino do Flickr?

 

Publicado por: Por Vinicius Aguiari, de INFO Online

 

Related Posts


Olá, mundo!

Bem-vindo ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!

05.05.2017

Discutindo habilidades e pautas

Sábado gelado. Fim de semestre. Época de correria. Rouquidão. Acordar cedo. Ter até que pegar um avião. Dez horas de trabalho intenso. Nada disso detêm quem tem paixão pelo que faz. E foi essa paixão que reuniu um grupo de 20 pessoas dispostas a pensar, compartilhar experiência, rever conceitos, conhecer novas pessoas, olhar para sua […]

01.06.2014

III Jornalismo sem Fronteiras

O programa Jornalismo sem Fronteiras, que está na 3ª edição, vai permitir aos participantes passar 7 dias como enviado especial em Buenos Aires. Com tudo o que isso significa: descobrir a cidade, as fontes, as pautas e produzir matérias. Além disso, os participantes têm a oportunidade de conversar com alguns renomados jornalistas que contam um […]

16.04.2014

Comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *